NUTRIÇÃO ADEQUADA PARA A MENOPAUSA

NUTRIÇÃO ADEQUADA PARA A MENOPAUSA

Para muitas mulheres durante a menopausa, o excesso de peso se torna um dos problemas mais urgentes. Iniciam-se dietas exaustivas, que não só não dão o resultado desejado, mas também costumam agravar um estado emocional já instável. A razão para o aparecimento de quilos indesejados são as mudanças na fisiologia e no metabolismo que ocorrem nessa idade. É por causa desses processos que a nutrição, que antes ajudava a manter a forma, repentinamente leva a resultados opostos.

Nutrição adequada durante a menopausa

De acordo com especialistas, uma dieta rigorosa não é necessária para a menopausa. A nutrição com a menopausa deve ser ajustada para a quantidade de certas substâncias e calorias de acordo com as novas necessidades do organismo. Em primeiro lugar, deve-se reduzir a quantidade de alimentos que contenham colesterol, pois devido às alterações no equilíbrio hormonal, ele é muito menos absorvido pelo organismo. Em nenhum caso se deve abrir mão dos cereais e do pão: eles são as principais fontes de carboidratos de que o organismo necessita durante este período. Uma dieta racional para a menopausa deve incluir uma grande quantidade de vegetais, frutas, peixes e frutos do mar são muito úteis. A dieta deve incluir vegetais e frutas.

Outro ponto importante que você definitivamente precisa prestar atenção são os minerais e vitaminas. Mulheres depois dos trinta devem começar a tomar medicamentos contendo cálcio para evitar fragilidade dos ossos, cabelos quebradiços e unhas em uma idade mais madura. As vitaminas fortalecerão o sistema imunológico e apoiarão o metabolismo.

Quais alimentos incluir na dieta para a menopausa

A base da dieta para a menopausa é um mínimo de colesterol, um máximo de vitaminas e minerais. Durante este período, é imperativo incluir na dieta:

massas e produtos à base de cereais, bem como pão integral e de centeio;

peixes e frutos do mar (contêm gorduras poliinsaturadas, cálcio e fósforo);

produtos lácteos fermentados, de preferência sem gordura (uma fonte inestimável de cálcio);

nozes;

frutas e vegetais (são especialmente ricos em vitaminas essenciais). Além de escolher os alimentos certos, é preciso prestar atenção na forma como são preparados. Deve-se dar preferência a vegetais e frutas crus, bem como a pratos cozidos no vapor e de micro-ondas.

Deve ser excluído:

gorduras animais (é melhor substituir carne por peixe, recomenda-se cozinhar aves sem pele);

salsichas, produtos semi-acabados, bacon;

café, álcool, açúcar, doces.

Você também precisa reduzir a ingestão de sal.

Recomenda-se mudar para refeições fracionadas e comer cinco a seis vezes em pequenas porções. Após consultar seu médico sobre a ausência de contra-indicações, você pode adquirir o hábito de marcar dias de jejum.

Saiba mais em: https://nycomed.com.br/realivie-funciona-review-completo-onde-comprar-desconto-formula/